AnuncioTopo

Restaurante Almocreve (Sintra - Rio de Mouro, Portugal)

Um espaço agradável, mas difícil de encontrar.


É daqueles restaurantes que gosto de revisitar periodicamente, porque nunca me desilude e sei que vai haver sempre vaga devido à sua localização que só os mais audazes ousam procurar, especialmente á noite onde é muito fácil perdermo-nos. Também é verdade que ao longo dos anos tem vindo a perder clientela e fama devido a variados fatores que vou escalpelizar nos critérios de avaliação.


Localização & Acesso (3/10)

Começamos pelo grande calcanhar de Aquiles, já que os acessos estão em mau estado e a sinalização é inexistente. Fica no nº21 da Rua José Cupertino Ribeiro, mas isso é pouco relevante nesta zona de Rio de Mouro velho que ficou cercada por vias rápidas e tornou-se num lugarejo onde só passam os moradores, os que conhecem este restaurante e os que se perdem nas estradas sem sinalização e sem manutenção adequada. Aqui entre nós, das 4 vezes que lá fui só numa delas é que consegui chegar de uma forma direta, sem desvios e inversões de marcha, mas da próxima certamente que já não me enganarei. O melhor é aceder pela IC19 (Lisboa-Sintra) saindo em Paiões e seguindo as placas de Rio de Mouro, optando sempre pela via com mais casas quando encontrar bifurcações ou entroncamentos. Como se isto não bastasse, os estacionamentos também são escassos, havendo não mais de 10 lugares na rua, quase sempre ocupados pelas viaturas dos moradores e obrigando a estacionamentos abusivos e arriscados em cima dos passeios. A seu favor tem o facto de ser um bastião rural numa região tão densamente povoada e onde até se consegue ter alguma vista para a Serra de Sintra (mas não dentro do restaurante).

Conforto, Decoração & Ambiente (7/10)

Por fora ninguém dá nada por ele, nem sequer parece um restaurante visto da estrada, mas depois de descer a pequena rampa de acesso (que mais parece a entrada num quintal familiar) e quando entramos pela porta somos atingidos pelo ambiente rústico embora acolhedor a convidar-nos para uma boa refeição. Não entra luz natural, por isso é sempre mais agradável á noite. A decoração está repleta de ferramentas rurais de onde destaco as rodas das carroças que, pela sua dimensão, chamam a atenção e criam espaços bastante privados. Porquê rodas de carroças? Porque os almocreves eram as pessoas que conduziam animais que transportavam cargas ou mercadorias entre as aldeias. O ambiente é calmo e agradável, sendo perfeito para manter uma conversa em tom calmo, porém as televisões, quase sempre ligadas em canais desportivos, teimam em estragar o ambiente nos dias de jogos, embora não costumem ligar o som. Junto á parede, as cadeiras são substituídas por bancos corridos que nunca são do meu agrado pelo desconforto que causam.


Atendimento & Serviço (7/10) 

Gosto particularmente quando o serviço não é invasivo, desde que nos proporcionem a devida atenção. Normalmente é um atendimento simples e profissional, sem exageros de nenhuma espécie. Quanto ao tempo de espera... varia conforme as escolhas, já esperei bastante tempo por um prato mais complexo, mas quando escolho um prato do dia costuma ser rápido. Depende também da quantidade de clientes ou se existem grupos maiores com pedidos pendentes, mas este tem sido o único aspeto mais irregular e imprevisível deste estabelecimento ao longo dos anos.

Ementa & Apresentação (8/10)

Há muita variedade entre carnes e bacalhaus, mas a ementa também é forte nas entradas onde não faltam as Gambas ao Alhinho ou Salada de Polvo. Muita gente vem aqui para saborear os Nacos de Novilho no Espeto ou Bifes na Pedra, mas estes últimos a mim fazem-me muito calor pelo facto de estar a grelhar a carne por baixo da minha cara, especialmente num ambiente fechado. Embora o bacalhau esteja bem representado e seja rei na gastronomia portuguesa, são os Lombinhos de Cherne que se destacam nas especialidades deste restaurante, assim como os Espinafres com Gambas. Há sempre variadas sobremesas simples e tradicionais, para além dos mais internacionais Profiteroles e Cheesecake. As travessas chegam sempre bem compostas e não há uma grande preocupação com o aspeto visual dado tratar-se de um ambiente rústico, reforçado por algumas iguarias que nos chegam em recipientes de barro tosco.



Qualidade da Refeição (7/10)

Já experimentei vários pratos e nunca fiquei desiludido, nem nenhuma das pessoas com quem fui. Como entrada nunca perco a oportunidade de provar os Cogumelos Recheados que são uma saborosa especialidade da casa e com preço bem acessível. Quanto aos pratos, já provei o Bacalhau à Moda do Chef (parecido com Bacalhau à Lagareiro), a Grelhada Mista, os Bifes na Pedra e os Nacos de Novilho no Espeto sempre com nota alta, embora sem deslumbrar. A minha sobremesa de eleição foi sempre o Floresta Negra (um bolo de chocolate delicioso, generoso e rico em calorias), mas nas duas últimas visitas já optei por não pedir sobremesa ou por algo mais leve como um Pudim de Ovos que também não caiu nada mal.

Preço Vs Qualidade (6/10)

Podia ser mais barato, especialmente tendo em conta a localização e os acessos pouco convidativos, mas a comida é boa e bem servida com produtos de qualidade, por isso acabamos por pagar um preço adequado à realidade da região.

Preço Base (Prato+Bebida): De 10€ a 15€
Preço Base + Sobremesa: De 15€ a 20€
Preço de Menu Completo: De 20€ a 25€

Conselhos & Dicas

- A sobremesa que celebrizou este estabelecimento é o Floresta Negra, um bolo de chocolate generoso que vale a pena provar.
- Não perca os Cogumelos Recheados como entrada, não vão encarecer muito a refeição.
- Chegue cedo para arranjar lugar para o carro, embora haja sempre lugar dentro do restaurante.
- À noite é muito sossegado e fora de mão, portanto ideal para casais mais reservados.
- É melhor planear a viagem, com GPS, nome da rua e pontos de referência, porque não há tabuletas nem mesmo à entrada do restaurante.

10 comentários:

  1. Parece mesmo bem confortável esse restaurante> Do jeitinho que eu gosto. Pois gosto de lugares tranquilos, com som ambiente; não gosto é de futebol na TV, aliás nem precisa ter TV em restaurantes, pois assistimos em casa. Se vamos a restaurantes é pra nos descontrair-mos e não ficar assistindo TV.
    Fora isso, pelo que foi falado, não gostei de bancos...encostados na parede. Tem que ter algo bem mais confortável, como cadeiras.
    Mas, a comida parece mesmo ser boa, já que as pessoas que vc levou nunca reclamaram...
    Visitaria esse restaurante, se me fosse possivel!
    Abços
    http://mariangela-dicassaudveis.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  2. Olá Mari,

    Eu também não gosto nada de televisões nos restaurantes, mas compreendo que alguns donos também queiram cativar outro tipo de clientela quando a crise ataca.

    Nas salas mais pequenas, os bancos acabam por ser um recurso para aproveitar melhor o espaço, mas em termos de conforto ficamos a perder.

    Até hoje nunca vi ninguém mal servido, portanto costumo recomendar este espaço se o conseguirem encontrar. :)

    Obrigado pela sua visita.Seja sempre bem-vinda!

    Bjs.

    ResponderEliminar
  3. Bom dia amigo Pedro.
    Conferindo esta dica de Restaurante Almocreve (Sintra-Rio de Mouro, Portugal) - Um espaço agradável, mas difícil de encontrar. Uma verdadeira maravilha de extensão de qualidade. Se um dia for a Sintra, embora seja apenas um sonho, gostaria de conhecer este maravilhoso e aconchegante restaurante.
    Agradecendo a gentileza ao partilhar um local deveras especial para levar a família e amigos.
    Deixo um abraço.
    ClaraSol



    ResponderEliminar
  4. Muito obrigado ClaraSol.

    Claro que o centro de Sintra e arredores têm muita variedade de opções para restaurantes conceituados e não só. Por acaso este não está numa zona turística e o acesso é mesmo complicado para quem não conhece a zona, mas se tiver um bom guia local vale a pena conhecer.

    Seja sempre bem-vinda!

    Bjs.

    ResponderEliminar
  5. Ola pedro, ja fui a esse restaurante tambem. Gostei bastante. A principal dificuldade e realmente o estacionamento, mas depois de estarmos la dentro ja esquecemos esse pequeno pormenor. Abraço amigo pedro. miguel vieira

    ResponderEliminar
  6. Grande Miguel!

    Realmente, enquanto estamos lá dentro esquecemos que tivemos que sofrer um bocadinho para arranjar lugar.

    Come-se bem e tem bom ambiente.

    Obrigado pela visita! Grande abraço!

    ResponderEliminar
  7. que bacana! quando eu for à Portugal, não esquecerei de suas dicas, abçs

    ResponderEliminar
  8. Fala de lombinhos de Garoupa nesse restaurante. Como são confecionados?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde, não sei porque é que coloquei Lombinhos de Garoupa, porque tenho a certeza que se tratava de Lombinhos de Cherne. Seja como for, não lhe sei dizer como são confecionados, porque nunca foi a minha escolha, nem a de ninguém com quem tenha ido.

      Já está corrigido. Obrigado pela sua participação. Seja sempre bem-vindo.

      Eliminar