AnuncioTopo

Restaurante Adega Real (Vila Nova de Cerveira, Portugal)

Reconhecido localmente por ser tipicamente minhoto.


Alguns acontecimentos recentes têm trazido á minha memória uma das visitas que fiz ao Minho. Num verão quente, arrepiei caminho pela selvagem Serra de Arga e desemboquei em Vila Nova de Cerveira sem ter qualquer referência de um bom restaurante. Nada melhor que estacionar no centro e perguntar aos locais pelo melhor restaurante da Vila. Um dos locais parecia indeciso entre duas hipóteses, mas um segundo foi peremptório a indicar o Restaurante Adega Real. E assim decidimos...

Localização & Acesso (8/10)

Não deixa de ser uma bela localização, situada num antigo edifício mesmo no centro histórico da vila, em frente à Igreja Matriz (bem bonita por sinal). Por fora parece mais um café, devido á sua esplanada privilegiada, depois percebemos que também tinha essa função. Na praça não seria possível estacionar, mas não sendo uma região muito turística teria sido fácil estacionar muito perto.

Conforto, Decoração & Ambiente (7/10)

Uma vez lá dentro só entra luz solar através da porta de entrada, o que torna o espaço um pouco escuro. Tem efetivamente o aspeto de uma antiga adega renovada para servir o propósito de um restaurante. A decoração é rústica, misturando vários tipos de tijolo e pedra associadas a alguns objetos de artesanato regional, mas não tão aconchegante como seria de esperar. Como o estabelecimento estava vazio, preferimos subir umas escadas que dão acesso a um espaço que nos pareceu mais cómodo e agradável, embora se tivesse revelado algo abafado. Não foi possível aquilatar sobre o ambiente habitual, porque fomos os únicos clientes, mas duvido que seja sempre assim tão silencioso, especialmente em época de pratos especiais.


Atendimento & Serviço (4/10) 

Confesso que deixou um pouco a desejar, não só o tempo que esperámos para ser atendidos, como o tempo que esperámos pela comida, mas também o tempo que demorámos para saber quanto tínhamos de pagar. A única empregada ausentava-se da sala por largos períodos para dar apoio a uma outra sala mais orientada para a cafetaria, o que nos deixou ao abandono por várias vezes. Só mesmo a simpatia e humildade da rapariga é que salvou a estranha sensação que tivemos de que se tinham esquecido de nós.

Ementa & Apresentação (6/10)

A ementa era bem curta, o que limitou bastante a nossa escolha, ainda por cima eram pratos exclusivamente minhotos, o que aumentou ainda mais as nossas dúvidas já que era uma cozinha que não conhecíamos nada bem. Nem sequer nos propuseram umas entradas, mas somente os pratos principais que incluíam os típicos Arroz de Sarrabulho, Bacalhau à Minhota, Rojões à Minhota, Arroz de Marisco, Polvo na Brasa ou Mãozinha de Cabrito. As variedades de sobremesas eram reduzidas também, com a Aletria e o Arroz Doce em destaque. A apresentação dos pratos era bem conseguida e típica o que melhorou claramente a experiência. Percebemos também que, na época da Lampreia, este é um dos restaurantes mais conceituados da região para provar esta iguaria, mas nunca me seduziriam com esse prato.


Qualidade da Refeição (8/10)

Foi nitidamente o melhor de tudo... e ainda bem! O Bacalhau á Minhota era excelente e os Rojões à Minhota, não tendo sido os melhores que provei, estavam muito acima da média. Doses bem servidas, bem confecionadas e com um sabor mesmo regional, quase caseiras e com produtos de qualidade. Não nos aventurámos pelas sobremesas com receio de esperar mais uns largos minutos.

Preço Vs Qualidade (6/10)

Quando o serviço não está à altura, por muito boa que seja a comida fica sempre aquele amargo de boca. Pela comida, o preço estaria justíssimo, mas só complementado por um atendimento mais atento. Em época alta, possivelmente haverá mais disponibilidade dos empregados... talvez tenhamos apenas tido algum azar.
Preço Base (Prato+Bebida): De 5€ a 10€
Preço Base + Sobremesa: De 10€ a 15€
Preço de Menu Completo: De 15€ a 20€

Conselhos & Dicas

- Não tenha grandes problemas com o estacionamento, embora possa não haver na praça principal haverá sempre muito perto.
- Vale a pena fazer uma visita á Igreja Matriz que está mesmo em frente.
- Se beber café e se o tempo estiver bom, aproveite a esplanada.
- Se for adepto da Lampreia, os meses de Fevereiro e Março são os únicos em que pode experimentar este prato.

4 comentários:

  1. Esse restaurante tem cara de ser muito bom!! Queria muito conhecer Portugal, quando eu for, com certeza passarei lá!! Beijos

    www.vaiapertaoplay.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marina, muito obrigado pelo seu comentário.

      Quando vier a Portugal, conte comigo para alguma dica de restaurante. :)

      Seja sempre bem-vinda!

      Bjs.

      Eliminar
  2. Achei bem aconchegante! Mas, como vc falou no verão pode ser meio abafado. Esse restaurante parece ser mesmo bem antigo e parecido com outros.
    Abraços
    http://mariangela-variedades.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela sua visita Mari, seja sempre bem-vinda. Bjs.

      Eliminar