AnuncioTopo

Restaurante Charbonada (Ourém - Fátima, Portugal)

Um nome enganador, mas a comida não engana.


Quando uma comerciante local nos aconselhou este restaurante, tivemos alguma dificuldade em entender o significado de um termo que nos fez lembrar "Carbonara" levando a nossa imaginação para a possibilidade de haver ali influências italianas. Puro engano! "Charbonada" é uma forma de grelhar a comida na mesa com o auxilio de um grelhador a carvão e de um exaustor que mais parece uma chaminé portátil para recolher os fumos. Uma ideia interessante que transforma este restaurante num espaço único, onde as "chaminés portáteis", que descem do tecto, acabam por ficar na retina para sempre.


Localização & Acesso (6/10)

Fátima é famosa pelo santuário, pela história religiosa e pelas peregrinações que inundam a cidade de carros e pessoas lançando o caos nos dias de peregrinação e também na maior parte dos fins de semana. Quem já visitou esta localidade, em décadas diferentes, percebe o crescimento brutal que sofreu e conhece as estradas circulares que procuram distribuir o trânsito para diversas saídas de forma a evitar o congestionamento do centro, algo que nem sempre funciona. Numa dessas circulares, na Av. Beato Nuno e inserido no Edifício Panorâmico, está localizado o restaurante suficientemente longe do santuário para evitar confusões. É difícil encontrar lugares para estacionar, mesmo num dia normal, mas o facto de ser uma zona mais residencial acaba por tornar o local um pouco menos frenético que o resto da cidade embora também menos interessante do ponto de vista do ambiente e da "paisagem". A entrada não é muito apelativa nem bonita, mas o interior é bem diferente.

Conforto, Decoração & Ambiente (7/10)

As chaminés das "charbonadas" tomam conta da decoração, sendo que à primeira vista parecem uns "mamarrachos" sem sentido, mas quando as vemos em pleno funcionamento compreendemos a sua utilidade e importância para não recebermos os fumos que chegam dos grelhados das outras mesas. As paredes têm alguns relevos e pinturas que dão um aspeto mais confortável e aconchegante. O ambiente é essencialmente familiar, porque as crianças ficam fascinadas com a "tecnologia" de cozinhar à mesa e com os utensílios que são utilizados para o fazer.



Atendimento & Serviço (8/10)

Fiquei surpreendido com a elegância do serviço, cuidadosamente feito à mesa por profissionais desembaraçados e conhecedores das suas tarefas. Pratos feitos nas mesas e um permanente cuidado em atender ás nossas necessidades. Infelizmente o serviço não foi muito rápido e tivemos que esperar bastante pelos pratos principais, tendo verificado que outros clientes tiveram outra sorte: uns chegaram mais tarde e foram servidos muito antes e outros chegaram pouco depois e ainda não tinham sido servidos quando saímos. Como cliente compreendo que alguns pratos sejam mais rápidos, mas julgo que não ficaria mal darem uma justificação para os atrasos.

Ementa & Apresentação (8/10)

Trata-se de uma ementa requintada, mas que paradoxalmente inclui pratos bastante simples que são feitos à mesa como são as "charbonadas" de Lombo de Vitelo, Porco, Peru, Camarão ou Vaca. Nos mais requintados sobressaem os Lombinhos de Linguado com Amêndoas, Camarão Tigre à la Plancha, Supremos de Cherne Dourado com Ananás, Tornedó, Rosbife ou o Chateaubriand com Molho Bearnês. Sendo a ementa rica, já o mesmo não poderei dizer das entradas e sobremesas que me pareceram algo limitadas, mesmo tendo em consideração as informações que obtivemos sobre a fama de algumas sobremesas como o Bolo de Chocolate e a Torta do Chefe. Os pratos têm uma boa apresentação e são bem decorados por quem serve.


Qualidade da Refeição (7/10)

Houve pequenas falhas, mas estava tudo saboroso. Provei o Magret de Pato com Mel (um dos meus pratos favoritos), mas uma pequena parte da carne estava consideravelmente mais mal passada que a restante (sei que o Magret de Pato é servido mal passado, mas aquele bocado estava quase cru), embora estivesse deliciosa a combinação de sabores no geral. O Robalo na Brasa estava divinal e as doses muito bem servidas. Para sobremesas pedimos crepes com gelado, porque não nos sentimos tentados a escolher outras coisas, mas ficámos satisfeitos com o tamanho da dose e a qualidade da confeção.

Preço Vs Qualidade (7/10)

Os pratos principais não são baratos, mas a qualidade da comida e do serviço justificam essa situação, especialmente porque estamos a falar de uma cidade onde o turismo está altamente desenvolvido. A verdade é que é possível encontrar mais barato nas redondezas, mas com uma qualidade muito inferior. Senti que tinha pago um preço justo.

Preço Base (Prato+Bebida): De 15€ a 20€
Preço Base + Sobremesa: De 15€ a 20€
Preço de Menu Completo: De 20€ a 25€

Conselhos & Dicas

- A escolha da sala é importante, a da entrada parece mais sossegada e a interior mais movimentada, mas com um atendimento mais rápido.
- Quando levarem crianças irrequietas, experimentem uma "charbonada" que os vai deixar curiosos e deslumbrados.
- Há doses grandes que até podem dar para duas pessoas e contribuir para alguma poupança na conta final.
- Fátima é mais interessante nas épocas menos movimentadas e arranjar lugar neste restaurante também. Fui em Dezembro e gostei do ambiente mais calmo.

Sem comentários:

Enviar um comentário